quarta-feira, setembro 30, 2009



“Os olhos dos dois se abriram e perceberam que estavam nus; então juntaram folhas de figueira para cobrir-se”. (Genesis 3 – 7)
“O Senhor Deus fez roupas de pele e com elas vestiu Adão e sua mulher. (Genesis 3: 20)

DAÍ que somos seres com pressa de viver, seres que querem resolver os problemas de forma paliativa, seres que pensam que sabem tudo.
O grande Deusign atua outra vez, dessa vez Ele atua como O Grande Estilista.
O cara que faz com as próprias mãos a roupa;
Analogias: cuida de vc como quem cuida de um filho com o guarda-roupa bagunçado, cuida de vc como se colocasse akela blusa de frio na mochila quando vc esta indo pra escola.

Vc não sabe se virar sozinho! É FATO! Se Adão e Eva soubessem não precisaria fazer outras roupas, MAS os humanos acham que sabem tudo e tentam resolver a sua própria maneira.

O fato é que o grande ESTILISTA te propõe um novo estilo, um novo modo de viver e isso só faz sentido se vc obedece às regras da moda não passageira ditada por ELE. O novo estilo de vida é viver longe do pecado, ou seja, longe da sua vida habitual, mas isso só é possível se vc entender que o FILHO DELE É O MAIOR MODELO.
Karol FLEGLER

terça-feira, setembro 22, 2009

Se você buscar a si mesmo, encontrará o ódio, a solidão, o desespero, a fúria, a ruína e a podridão. Se buscar a Cristo, o encontrará; e junto com ele, encontrará todas as coisas.
C.S.Lewis

Deus está além dos limites do tempo.
Se você visualizar com uma linha reta pela qual viajamos,tem de imaginar a Deus como a página na qual a linha é desenhada. Percorremos a uma a uma partes da linha: temos de deixar o ponto A para alcançar o ponto B, e só alcançamos C depois de deixar B. Deus, por sua vez, está fora e acima disso, contém a linha inteira e vê tudo.
E o que Deus fez?
Em primeiro lugar, nos deu consciência , o sentido do certo e do errado. Ao longo da história, certas pessoas tentaram obedecê-la (algumas com muito esforço); nenhuma delas conseguiu obedecê-las totalmente. Em segundo lugar, enviou à raça humana o que chamo de “sonhos bons”: as histórias extraordinárias espalhadas por todas as religiões pagãs sobre um deus que morre e ressuscita e que, por sua morte, dá nova vida ao homem. Em terceiro lugar, Ele escolheu um certo povo e, por séculos, a fio martelou na cabeça desse povo o tipo de Deus ele era, que não havia outro fora dele que exigia boa conduta. Esse povo foi o povo judeu, e o Antigo Testamento nos dá narrativa de como foi esse martelar.

C.S. Lewis - Cristianismo Puro e Simples.

quinta-feira, setembro 17, 2009

O PRIMEIRO NAMORADINHO
O segundo, eu estava na primeira série, e estudava numa escola perto de casa, eu era muito inteligente, a mais inteligente da turma talvez, e conheci um menino que poderia ser talvez o próximo, essa história é muito engraçada e durou vários anos, então vamos lá. Seu nome era Roberto, ele tinha a mesma idade que eu e era da mesma sala, era moreninho clarinho com cabelo de índio, e eu uma garota feia, porém inteligente. Lembro-me que éramos amiguinhos de classe até a segunda série quando tudo começou, tínhamos uma amiga, seu nome Juliana, ela era gordinha e muito engraçada, havia rumores de que Roberto gostava de mim, mas nada que eu soubesse da boca dele, nessa época eu dava uma de difícil, eu dizia que não gostava dele quando na verdade eu o amava, na terceira série ele me deu um cartão que dizia: “TODOS PODEM ALCANÇAR OS CÉUS DESDE QUE TENHAM BONDADE NO CORAÇÃO”. Isso aconteceu durante um recreio, a Juliana me chamou na sala e ele me deu um cartão. Mas minha primeira decepção foi quando eu o vi com uma menina da sala, eles não estavam fazendo nada, mas aquilo pra mim foi o fim, eu ainda era a menina mais inteligente da sala, não aceitava isso. Chegando a época de festa junina nos preparávamos para a quadrilha, e no primeiro dia o professor separava os pares, e no final sobramos eu, Roberto, Juliana e Vinicius, um carinha novo que mudou-se para minha rua um tempo antes e nós já éramos muito amigos, mas o professor me mandou escolher com quem eu gostaria de dançar e eu não podia deixá-lo, claro que escolhi dançar com Roberto, o menino lindo que eu amava, e assim foi, dancei com ele. Na quarta-série, eu já não estudei mais nessa escola e fui pra uma mais longe onde vivi os anos mais intensos da minha vida estudantil, mas Roberto não foi comigo, não nesse ano, mas a gente se via de vez em quando, claro, nós morávamos no mesmo bairro, e naquelas férias, uma coisa muito especial estava pra acontecer, sim o inesperado! Eu viajei semanas antes para santa Leopoldina ficava na casa de meus avós, quando no final de semana meus pais e seus amigos chegaram, mas eu não estava lá, eu cheguei bem depois, quando os amigos já haviam descido para a cachoeira, lá, o grande encontro, os pais de Roberto era amigos dos amigos do meu pai, e o vi, aquele final de semana foi bem longo e lindo, a gente brincou, se divertiu, dormiu e eu até aprontei, coloquei uma abóbora com uma vela dentro no meio do mato pra assustá-los, esse final de semana foi lindo e nos daria mais tarde mais oportunidades de nos vermos. Um tempo mais tarde foi casamento de um primo meu, lá na roça mesmo, e ele foi com os pais dele e dançamos forró e dormimos dentro do carro juntos, calma! Eu tinha 9 anos! Mas foi lindo.
Bem, chegando à nova escola tratei de dizer que tinha um namorado que mais tarde iria estudar na mesma escola e bem mais tarde na mesma sala. Pois bem, estudei a quarta série bem, fiz amigos inesquecíveis. Quando cheguei à quinta série, ele chegou! Mas era de outra turma, ele era “B” e eu “A” e sempre teve uma rivalidade de A contra B, a gente se via pelos corredores, e no recreio, nos falávamos, mas nada sério foi assim durante todo aquele ano. Eu morria de vergonha e ele também. Na sexta série aconteceu uma tragédia, meu pai faleceu! Dia 1º de Março de 2000

livro "Sem título" de Karol FLEGLER
Imagine seu homem como uma série de círculos concêntricos na qual sua vontade seja o centro, vindo após seu intelecto e finalmente, sua fantasia. Dificilmente você terá a esperança de conseguir excluir todos os círculos tudo o que tenha o aroma de Inimigo: mas terá sucesso movendo todas as virtudes para os círculos da fantasia, ficando os defeitos e vícios que desejamos ser transferidos para a vontade. Somente quando estão encravadas na vontade, e se manifestam em atitudes e para hábitos, as virtudes realmente são fatais. (Não estou, naturalmente, me referindo ao que o paciente chama erradamente de sua vontade – esta névoa de consciência e exercícios de resolução, gestos agressivos, mas o real centro da personalidade, que o Inimigo chama de CORAÇÃO!).
Toda sorte de virtudes pintadas na fantasia ou simplesmente aprovadas pelo intelecto, ou mesmo até certo ponto amadas e admiradas, não arrancariam nosso homem dos antros do NOSSO PAI LÁ DE BAIXO; ao contrário, ele até fazem as vítimas mais engraçadas quando as mesmas descem ao INFERNO.
Seu afetuoso tio,
SCREWTAPE.

C.S Lewis – Cartas do Inferno - 1945

terça-feira, setembro 15, 2009

Falando sobre os sonhos futuros...

Quando éramos crianças sonhávamos com o que seriamos quando fossemos adultos, isso era lindo. Mas me vem à memória é que muitas pessoas sonham e não realizam, ora, onde foram parar nossos sonhos? À medida que crescemos eles se vão, é como uma grande nuvem que vai se dissipando. Existe uma discussão entre: fazer o que gosta X gostar do que faz. Em o meu pouco tempo de vida descobri que meu sonho ainda pode se realizar, afinal de contas, eu sonhava em ser professora e nas horas vagas fazia propaganda de shampoo debaixo do chuveiro e também brincava de “computadar” com meu irmão usando uma sanfona ou também organizando olimpíadas. Mas o importante nisso tudo é que apesar de ter 21 anos eu ainda posso escolher realizar meu sonho de criança. A questão é que no começo da vida profissional nem sempre se faz o que gosta, mas é importante suportar esse momento pra mais tarde fazer o que realmente se gosta. Eu estudo design, trabalho em um órgão público de defesa do consumidor. Estou quase perto. Só falta paciência. E como diria Charlie Chaplin, estive no lugar certo no momento certo em cada momento da vida.
Karol Flegler
Meu blog também é “cultura”... Vai aí informações básicas sobre os direitos do consumidor:

... Se adiquirir um produto e esse apresentar mau funcionamento, o fornecedor tem o prazo de 30 dias pra solucionar o problema. Caso contrário, pode o consumidor optar pela troca, reembolso ou abatimento proporcional.

...A publicidade e a oferta de produtos e serviços devem ser de entendimento objetivo e fácil. Não podem ser abusivas ou enganosas e o que for anunciado deve ser cumprido.

...Estabelecimentos particulares de ensino não podem cobrar pela emissão, em material convencional, do diploma de conclusão de curso.

...O consumidor deve estar seguro quanto a política de troca da loja, pois o estabelecimento não é obrigado a trocar mercadorias que não apresentam defeitos.

...É assegurado ao consumidor direito de pagar meia-entradado valor efetivamente cobrado para o ingresso de eventos artísticos e culturais, como espetáculos teatrais, musicais, circenses, de exibição cinematográfica, praças esportivas e similares das áreas de esporte cultura e lazer. “Só não esqueça a carteirinha de estudante”.

TEL PROCON ESTADUAL :151

segunda-feira, setembro 14, 2009


Há mil anos, quando não havia nem céu nem sol, em uma reunião de planejamento do Ministério com Adolescente já se falava em Constancia na vida espiritual.
Há mil anos tento entender a vida espiritual de algumas pessoas.
Não duvido da conversão delas, só não entendo como podem ser tão fracas, no cai levanta, todo dia. Final de semana é só “estou bem com Deus” e durante a semana JAZ. Será que Deus só se manifesta nos grandes eventos? Será que ele só fala quando estamos em cultos pra lá de espirituais? Então eu imagino, e agora posso dizer com convicção que essa tal inconstância espiritual é falta de leitura bíblica.
Partindo disso, em um culto onde o meu amigo Vinicius pregava tomei uma decisão. Ele disse que Deus nos pedia pra renunciar algo, renunciei a meus livros seculares. É uma vergonha ler um livro de 200 págs em 2 dias e não ler nenhum versículo durante a semana.
Decidi que até eu conseguir ler a bíblia inteira não lerei mais outros livros. Não é algo fácil, embora eu carregue a bíblia o dia todo tem dias que não consigo ler. Creio que isso me levará a um nível mais alto. A propósito ELE me disse que quer me contar novas histórias, coisas novas que eu nem imagino.
Karol FLEGLER.

domingo, setembro 13, 2009

A morte tem um IPOD foi como brincar de casinha, lembra – se de quando você é criança e juntava os amigos e cada um fazia de conta que era alguma coisa? Então foi parecido. A diferença é que era de verdade. Quando pedi ao Glauber pra ajudar com seu talento ele custou a entender... contudo entendeu, pra Jaci entender que ela era a morte e que ela perdeu foi um custo. O Daniel e o Diórgenes arrasaram no som com a trilha sonora, a Drielly ajudou muito na iluminação. A TATY E A THIENE na decoração... foram muitos pregos...e foi perfeito. O Lucas sempre o Jesus mais certo, eles são parecidos mesmo. E os ladrões? Felipe e Cassim...não passaram despercebidos. E o cortejo foi o mais engraçado. Eles desesperados foi um máximo., Rithiery, Jordana, Daiana, Luiz Felipe, Arthur, Douglas. Agora o bubu, essa peça foi escrita pra ele ser o guri morto, não há outro mais bobo.

A Deus toda honra e toda glória, é dele que vem a nossa inspiração.

A vcs o meu muito obrigado para ajudar a realizar o sonho que Deus me deu.

Karol FLEGLER

quarta-feira, setembro 09, 2009


Pela milésima vez eu vi o filme “A paixão de Cristo”, chorei desesperadamente, é um pouco pior depois de ler o livro de João.

Isaias 53:5
Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

O castigo que trouxe a paz, o castigo que trouxe salvação se tornou barato pra alguns. O que é viver de verdade o “ser cristão”?

Olhem pra cruz, é dela que vem salvação, JESUS é a salvação.
KAROL FLEGLER

terça-feira, setembro 08, 2009

terça-feira, setembro 01, 2009

Milagres da atualidade!

Milagres são conseqüências de Desafios!
No desafio de atravessar um mar clamaram a Deus e eis que o mar abriu-se ao meio!
Na busca desesperada de alimentar uma multidão buscaram em Deus, e cinco pães e 2 peixes se multiplicaram!
Com plena confiança em Deus, Construiu-se uma Arca que mais tarde salvaria de um grande dilúvio.
Recorrendo a Jesus,uma menina voltou a viver!Ressuscitou.

Hoje os tempos são outros
Milagres seguem conseqüências de desafios!
Desafios são muitos, milagres poucos!
Por culpa de quem?Deus?Não!
Desafio de amar e pregar á um mendigo
Não se importa com o mal cheiro e as vestes sujas.
Desafio de enxergar o sonho que Deus teve ao criá-lo
E ainda tem!!
Desafio de amar e enxergar que um viciado em
Craque possui uma alma! A qual é o interesse de Deus!
Falta confiar plenamente em Deus, e perceber que um
Maconheiro vivo ainda tem salvação!
E quem faz o MILAGRE de resgatá-lo é Deus e não a gente!
Esquecemos que o poder de Deus é ilimitado!
E Fomos salvos, conhecemos a Deus por que alguém
Não se importou com nossos pecados!
Por que Deus não desistiu de incomodar alguém,para nos apresentar
A Ele.

A culpa é nossa!
Milagres estão em extinção por falta de visão de muitos.
Falta de obediência para obedecer o “Vão e faça discípulos de
“Todas as nações“.
Não é obra do acaso que um bêbado se sente ao seu lado dentro de um ônibus!
Não é obra do acaso que você jogue uma pelada de futebol com alguns viciados em craque ou maconha!
Não é falta de sorte sua quando um mendigo bate em sua porta te pedindo água, um prato de comida ou quem sabe um pão e um peixe!
Acorda-te!
É O PRINCIPIO DE UM MILAGRE! OS DA SÉC XXI.

Bruno Sousa!