domingo, março 28, 2010

Arte Paleo-Cristã.


Nem todos os artistas são treinados para o que é belo ou o que necessariamente chamam de arte, foi assim na pré história e também nesse período da história chamado Paleo- Cristã; que passou a existir depois da morte de Jesus Cristo.No ano de 64 d.c., o imperador de Roma, Nero, perseguiu os cristãos, mais tarde por volta de 303 e 305 d.c. o governo Deocliciano buscou matá-los a fio de espada por serem muitos.Os mortos cristãos eram enterrados em catacumbas, os mártires em maiores com direito da pinturas nas pedras e algumas poucas esculturas. O símbolo principal era o peixe, marca oficial do cristianismo, e também “Escrito” como por exemplo, ICHITYS, QUE SIGNIFICA Jesous Christos Theos yios soter, “Jesus Cristo filho de Deus, salvador”. Essa primeira fase foi chamada de fase catumbária, que vai até o ano de 313. Os artistas eram homens do povo, e as pinturas eram simples.Há várias considerações a fazer a respeito desse período sofrido da história da arte, período onde a arte é sufocada por ideologia política, consideraremos 2 pontos importantes:1 – A importância dos símbolos na fixação de marca.A Marca tem é uma ferramenta fundamental, o homem primitivo já usava sinais para representar algo. A marca tem que ser o mais simples possível e nessa simplicidade enviar uma mensagem ao receptor. A MARCA DO CRISTINISMO é o peixe, um símbolo simples que origina-se da história do Cristo com seus discípulos, por sua força faz-se conhecida no mundo inteiro. A marca faz os olhos identificar uma mensagem inteira em poucos segundos.2 – A não experiência técnica da arte como legado histórico segue o princípio do homem pré histórico que marcava na rocha uma abstração lingüística de maneira rudimentar aquilo que desejava expressar, assim também aconteceu com os cristãos do séc. 1° ao 3°. De maneira simples homens comuns pintavam e deixavam sua marca no mundo, de modo que hoje ao estudarmos história da arte, os conhecemos como artistas e demos às suas obras nome de arte. O homens das cavernas do séc. 3° tem função de eternizar o momento que passa, e isso é mais que arte, é história da Humanidade.Karol FLEGLER -

terça-feira, março 23, 2010

Texto q fiz e li pro povo da aula de COR – UFES.
É legal saber que as palavras em negrito são sugestões e significados que os alunos deram para “COR”.

No princípio, criou Deus, as cores.
Quando disse: “Haja luz”, a força da luz, deu vida, e a vida, por sua vez, personalidade,
A diferença delas, identidade.

No princípio, criou Deus, as cores.
Quando disse: “ Haja um firmamento que separe as águas”,
Gerou pigmento, que por sua vez, sensação, e com a intensidade delas, uma vibração.

No princípio, criou Deus, as cores.
A luz branca, projetada em um cristal perfeito, deu liberdade, que por sua vez, trouxe alegria.
A iluminação perfeita é o reflexo da identidade do próprio DEUS, que em um jogo de pigmento fez de você uma pintura, uma obra do grande artista.

Karol FLEGLER

domingo, março 21, 2010


A infância é mesmo muito complexa, quando pensamos que estamos crescendo e agimos como crianças, e quando vemos que temos que nos tornar adultos, queremos agir como bebês.
Do mais... Dei aula pro juniores nesse domingo, mais uma vez...
Marília, líder do ministério infantil, me convidou pra juntamente com Daniel, sermos facilitadores do pequeno grupo deles. Eu fiquei com medinho, até pq criança não é fácil, neh?! Ainda mais quando se tem Débora e Enzo e tantas outras que são imensamente inteligentes...Não dá pra falar pra eles: É ISSO E PRONTO. Eles querem sempre MAIS.
A revista deles é bem interessante, tem uns mistérios que até eu quando fui estudar tive dificuldade de entender, dado isso, pensei:”cara, to lascada”. O assunto era “ Como o livro chegou até nós”. Lembrei da história do escritor da cidade de BOOk’s, a peça que escrevi pro mês de maio. Fala sobre a bíblia. Comecei a aula contando a história... interpretando e como na história, distribuindo livros seculares, e assim foi, eu vi como eles ficam atentos a uma história. Como prender atenção deles. Depois disso, eles comentaram e perguntaram sobre a história, segui a aula com a revista, e quando falei que há países que não têm a bíblia traduzida em sua língua, vi cara de espanto, e oramos por isso. E quando falei que o Rei Nabucodonosor virou um animal lá em Daniel capítulo 4 eles quase que não acreditaram. Quando encerrei, eles estavam decidindo os personagens... quem seria quem. A minha responsabilidade de hoje era fazer uma aula inesquecível, por que bíblia é um assunto sério. Mas foi além disso. As meninas agora querem pintar as unhas coloridas, assim como as minhas, e os meninos estão me cobrando o pequeno grupo. Eu não posso correr o risco de vê-los jovens lendo livros de auto ajuda, pq não encontram a ajuda de DEUS na bíblia...

A infância é mesmo muito complexa, quando pensamos que estamos crescendo e agimos como crianças, e quando vemos que temos que nos tornar adultos, queremos agir como bebês. Dá no mesmo. Pra prender atenção de uma criança é só tratá-la como criança. O Problema dos adultos é achar que essa nova geração já nasce pronta pro mundo ...e tratamos como ... VC SABE.

Karol FLEGLER

sexta-feira, março 19, 2010

Arte e DESING

Eu estava em crise. Nem sei se saí. Foram somente 2 dias e no 1° fiquei em parafuso. Arte e Design, inspiração ou motivação, talento ou habilidade?
MAS e agora? Arte pela arte? Design funcional? Menos é mais?
Arte pura ou arte aplicada?
O que é arte? Quem define...

Estou prestes a descobrir.
Karol Flegler

segunda-feira, março 15, 2010

Teoria da conspiração.







A amizade é uma relação entre homens em seu mais alto grau de individualidade. Ela afasta os homens do convívio coletivo tão decisivamente quanto a própria solidão, e de forma ainda mais perigosa, por que os afastam em grupos de dois ou três. Ela é seletiva, é uma relação entre poucos.

Em geral, os amantes se põem frente a frente, absortos no outro; os amigos lado a lado, absortos têm algum interesse comum.

Na amizade dividir não é diminuir, já que em cada um dos meus amigos existe algo que apenas o outro é capaz de trazer à tona plenamente, enfim preciso de outras luzes além da minha para revelar todas as facetas. Entretanto a escassez de almas em afinidade com a nossa para não mencionar considerações práticas quanto ao tamanho das salas e a audibilidade das vozes estabelece limites a ampliação dos círculos.

O companheirismo é apenas a fonte da amizade.

A amizade surge do mero companheirismo quando dois ou mais companheiros (colegas) descobrem que tem em comum alguma idéia, interesse do mesmo gosto.

EM TODO GRUPO DE AMIGOS EXISTE UMA OPINIÃO PUBLICA SECCIONAL QUE FORTALECE SEUS MEMBROS CONTRA OPINIÃO PúBLICA DA COMUNIDADE COMO UM TODO. TODO grupo, portanto, é um bolsão de resistência em potencial . Homens que tem amigos de verdade são menos fáceis de convencer, é mais difícil corrigi-los, para as boas autoridades, ou corrompê-las para as más.
Entretanto, se vivermos em um mundo onde todos sejam companheiros e ninguém seja amigo, certos perigos serão eliminados, mas não teremos nossa mais forte salva-guarda contra a servidão completa.

Um círculo de amigos, diferentemente de uma classe social poderosa, não é capaz de oprimir o mundo exterior. MAS, ESTÁ SUJEITO EM SUA PRÓPRIA ESCALA ao mesmo perigo. O esnobe quer associar-se a um grupo por que esse grupo já é visto como elite, os amigos correm o risco de se ver como uma elite porque já estão associados.

Procuramos pessoas como nós por si mesmas.
A amizade necessariamente exclui.
Na amizade imaginamos ter escolhido nossos pares, enquanto no amor e na família é o destino. Cristo que disse a seus discípulos”...: “vcs não me escolheram, mas eu vos escolhi” – pode verdadeiramente dizer a todo grupo de amigos cristãos:” vc não escolheram uns aos outros mas eu escolhi uns para os outros.

Ela é um instrumento pelo qual DEUS revela a cada um a beleza dos outros.

Lewis;

quinta-feira, março 11, 2010

Eu tive que aprender algumas lições básicas antes de pôr os pés na universidade...foram muitas. Mas a última foi surpreendente. Eu sempre tive dúvidas a respeito de justiça. O que é justo ou não E porque. Isso me deixou mais intrigada quando vi um filme, “código de conduta”. Caracas, esse eu recomendo. Depois de ver a filha e a esposa sendo morta, um cara pode enlouquecer. Alias, se formos pensar em todas as situações em que nos vemos injustiçados, poderíamos enlouquecer. O sistema judiciário é falho, pq é formado de pessoas falhas, e por mais que vc estudo muito pra se tornar um juiz, ainda assim pode fazer julgamentos equivocados, é claro que sua base é a lei, mas essa lei pode ter espaços vagos, pode gerar a guerra. Enfim. É justo ver sua filha de 5 anos ser estuprada e morta depois? É justo ver um bandido matar sua mulher e não ser punido por isso? É justo ver um cara matar seu pai em frente de casa e sair andando normalmente com se nada tivesse acontecido? Ser preso e solto? É justo um filho não conhecer um pai porque ele morreu quando era ainda bebÊ? É justo pagar por um crime que não cometeu? Se Deus TEM o controle de todas as coisas, ELE é justo? Eu tinha dúvidas disso nessa longa jornada da minha vida que amanhã completa 22 anos. Você pode estar pensando... que coisas horríveis de se dizer.
Mas quando alguém se sente injustiçado, o primeiro desejo que se passa é o de vingança, pagar com uma moeda mais cara, e quando isso acontece vem um sentimento de satisfação. É mesmo uma coisa muito diabólica de se dizer.
Mas já dizia Renato Russo, “essa justiça desafinada é tão humana e tão errada”.
É nesse ponto que quero chegar. Justiça humana tem falhas, e se pararmos para medir o peso então, estaremos ao ponto de enlouquecer, e planejar o mau. Mas se confiarmos no DEUS que é esterno que faz as coisas pensando na eternidade poderemos compreender melhor o senso de justiça de DEUS.

Um inocente foi considerado culpado, o cristo. E quando tudo parecia perdido, até nisso Deus FEZ SEU TRABALHO, ele deu salvação aos povos. O inocente filho de DEUS.

O meu PAI morreu, e no meio disso ele me trouxe pra perto dele.

Deus não queria que ninguém morresse, em contrapartida, ele não perdeu o controle.

Mas a justiça DELE vai além do que podemos compreender, confere-lhes elementos da eternidade, que nós, seres meramente mortais ainda, não compreenderemos por enquanto.

Ele É o design de móveis, e a cadeira de juiz é bem alta, não cabe a nós nos sentarmos.

Karol FLEGLER.





segunda-feira, março 08, 2010

Se Deus fosse um refrigerante...ele seria Coca Cola,
Se Deus fosse um chocolate, seria Talento.
Se Deus fosse um filme, seria Um amor para recordar.
Se Deus fosse calçado, seria havaianas.
Se Deus fosse um banco seria Bradesco.
Se Deus fosse um site, seria o Google.
Se Deus fosse uma marca, seria Nike.
Se Deus fosse uma música, seria Everything.
Eu poderia compará-lo a muitas outras coisas, mas basta dizer que ele é insubstituível como coca cola, gostoso como talento, inesquecível como um amor para recordar, de uso mundial como havaianas, completo como Bradesco, popular como Google, importante como a Nike, e ...TUDO como everythinh. Mas, pra mim ele é DEUS, E ISSO BASTA.
Karol Flegler

sexta-feira, março 05, 2010

Imagine só se...
A internet tivesse sido um recurso do começo dos tempos modernos?
Ou sei lá, na Idade média? Onde dizem que eram tempos de trevas? Lutero mandaria
As 95 teses por email?
OK, Imagine se Hitler fizesse uma propaganda em flash, e colocasse a cruz gamada, que significa bons ventos, girando e girando no Orkut?
E imagine se as “Diretas já” fossem votos via net e tivesse que votar como nesses programas de hoje em dia...?
Imagine só se a internet cai em mãos erradas?
Imagine só se a internet cai em mãos certas?
Imagine só se a internet cai?
O mundo pára.

Karol Flegler