quinta-feira, março 11, 2010

Eu tive que aprender algumas lições básicas antes de pôr os pés na universidade...foram muitas. Mas a última foi surpreendente. Eu sempre tive dúvidas a respeito de justiça. O que é justo ou não E porque. Isso me deixou mais intrigada quando vi um filme, “código de conduta”. Caracas, esse eu recomendo. Depois de ver a filha e a esposa sendo morta, um cara pode enlouquecer. Alias, se formos pensar em todas as situações em que nos vemos injustiçados, poderíamos enlouquecer. O sistema judiciário é falho, pq é formado de pessoas falhas, e por mais que vc estudo muito pra se tornar um juiz, ainda assim pode fazer julgamentos equivocados, é claro que sua base é a lei, mas essa lei pode ter espaços vagos, pode gerar a guerra. Enfim. É justo ver sua filha de 5 anos ser estuprada e morta depois? É justo ver um bandido matar sua mulher e não ser punido por isso? É justo ver um cara matar seu pai em frente de casa e sair andando normalmente com se nada tivesse acontecido? Ser preso e solto? É justo um filho não conhecer um pai porque ele morreu quando era ainda bebÊ? É justo pagar por um crime que não cometeu? Se Deus TEM o controle de todas as coisas, ELE é justo? Eu tinha dúvidas disso nessa longa jornada da minha vida que amanhã completa 22 anos. Você pode estar pensando... que coisas horríveis de se dizer.
Mas quando alguém se sente injustiçado, o primeiro desejo que se passa é o de vingança, pagar com uma moeda mais cara, e quando isso acontece vem um sentimento de satisfação. É mesmo uma coisa muito diabólica de se dizer.
Mas já dizia Renato Russo, “essa justiça desafinada é tão humana e tão errada”.
É nesse ponto que quero chegar. Justiça humana tem falhas, e se pararmos para medir o peso então, estaremos ao ponto de enlouquecer, e planejar o mau. Mas se confiarmos no DEUS que é esterno que faz as coisas pensando na eternidade poderemos compreender melhor o senso de justiça de DEUS.

Um inocente foi considerado culpado, o cristo. E quando tudo parecia perdido, até nisso Deus FEZ SEU TRABALHO, ele deu salvação aos povos. O inocente filho de DEUS.

O meu PAI morreu, e no meio disso ele me trouxe pra perto dele.

Deus não queria que ninguém morresse, em contrapartida, ele não perdeu o controle.

Mas a justiça DELE vai além do que podemos compreender, confere-lhes elementos da eternidade, que nós, seres meramente mortais ainda, não compreenderemos por enquanto.

Ele É o design de móveis, e a cadeira de juiz é bem alta, não cabe a nós nos sentarmos.

Karol FLEGLER.





Nenhum comentário:

Postar um comentário