segunda-feira, julho 12, 2010

Imagine seu homem como uma série de círculos concêntricos na qual sua vontade seja o centro, vindo após seu intelecto e finalmente, sua fantasia. Dificilmente você terá a esperança de conseguir excluir todos os círculos tudo o que tenha o aroma de Inimigo: mas terá sucesso movendo todas as virtudes para os círculos da fantasia, ficando os defeitos e vícios que desejamos ser transferidos para a vontade. Somente quando estão encravadas na vontade, e se manifestam em atitudes e para hábitos, as virtudes realmente são fatais. (Não estou, naturalmente, me referindo ao que o paciente chama erradamente de sua vontade – esta névoa de consciência e exercícios de resolução, gestos agressivos, mas o real centro da personalidade, que o Inimigo chama de CORAÇÃO!).
Toda sorte de virtudes pintadas na fantasia ou simplesmente aprovadas pelo intelecto, ou mesmo até certo ponto amadas e admiradas, não arrancariam nosso homem dos antros do NOSSO PAI LÁ DE BAIXO; ao contrário, ele até fazem as vítimas mais engraçadas quando as mesmas descem ao INFERNO.
Seu afetuoso tio,
SCREWTAPE.

C.S Lewis – Cartas do Inferno - 1945

Nenhum comentário:

Postar um comentário