quarta-feira, dezembro 14, 2011

INsPIRAÇÃO

A noite é clara, de sol que parece Lua de Lua ki lembra o Sol
Todos os astros do universo foram feitos por suas mãos, ó grande Criador.
O universo inteiro dança ao seu redor dando-te glórias e honras.
As estrelas não brilhariam se não fosse reflexo do seu poder,
O sol jamais aqueceria se não fosse por seu amor.
Toda criação está aos Teus pés.
A lua que reflete seu poder sobre as trevas, tão pura, e soberana.
Quanto mais escuro ... mais se vê estrelas
Quanto mais tentados somos, mais resistimos
Quanto mais problemas, mais vimos teu poder
E o sol...
Este que brilha sobre todos, sobre os quais nem merecem...
Ó Deus, não merecemos nada, mas a criação demonstra seu amor por nós.
Quando eu penso em tuas mãos definindo textura de cada folha de cada árvore,
O sabor de cada fruto, a cor de cada um deles... penso que em algum momento especial pensastes em mim...e quando fizeste o feijão lembrou-se de como eu precisaria dele e riu ao me imaginar fazendo cara feia pra comer...
E os animais... os delicados e pequenos os grandes e puros...os dóceis e até os amedrontadores formastes em sua idéia...

De modo tão louco fui criada, tão especificamente planejada, tão unicamente amada.
Salva e remida.
Mal posso esperar pra ver cores que ainda não conheço, e saber que um dia verei ao seu lado, Jesus.
Não paro de pensar que talvez no céu tenhas seu próprio ateliê...e que de lá nasce as grandes idéias e planos.
Que um dia viajaremos pelo universo ouvindo sua história, ouvindo a minha história dos seus próprios lábios;
Um dia, espero encontrar-te e nem dizer nada... estar parada a sua frente como que contempla uma obra...e ser a obra contemplada
Perfeito criador e criatura perfeita.
Dos céus de onde me observas é onde quero estar para contemplar-te.
Obrigada pela Salvação, Jesus! Não por que mereço, pq jamais farei bem sufisciente para poder alcançar o céu, mas obrigada pela GRAÇA.
TODA criação está aos seus pés...as galáxias dançam
As estrelas brilham...e eu ...eu que sou só um montinho de terra penso em ti, Jesus.
Karol Flegler