segunda-feira, abril 09, 2012

Monólogo de Páscoa




Era um povo sofrido
Que vivia no meio de um povo sabido.
Era um povo sabido, mas adorava a um monte de deuses, deuses esses, vejam só vocês, cada um com uma função. E eu te pergunto então:
- Qual era o povo mais sabido? O que tinha um deus pra cada situação ou um Deus pra toda situação?
Pois que os dois povos viviam no mesmo lugar, mas o povo sofrido queria sair pra o seu Deus cultuar.

O rei disse NÃO.
Foi então que o Deus de toda situação se manifestou e  colocou os deuses em cada situação...
Depois de muito sofrimento, quase 9 por assim dizer, o povo sabido ficou perdido, e como último sofrimento, o Deus de toda situação mandou que o povo sofrido emulasse um cordeiro para que seu sangue fosse derramado nos umbrais das portas das famílias do povo sofrido.

O povo sofrido o fez, mas o povo sabido, não. E foi então que cada primeira cria de todo animal, dos bois dos pastos até os filhos mais velhos do povo sabido morreram todos, e até o filho do faraó, o próximo homem-deus, a estrela da manhã e da noite, o querido, o herdeiro, morreu. Fora mumificado, e ainda pode estar lá seu corpo.
E aí o faraó  deixou o povo ir embora pra prestar culto ao seu DEUS. MAS, se arrependeu e foi atrás do povo sofrido que já estava frente a frente com o mar vermelho e o Deus do povo sofrido se manifestou outra vez fazendo do mar vermelho um tapete vermelho, o povo passou, passou a pés enxutos, passou da escravidão pra liberdade. O nome disso? Páscoa!

Passou e passou muito tempo.
E chegou um novo tempo, uma nova história, e aí que foi na mesma ocasião, o povo ia comemorar, mas um Deus-homem chegou pra mudar o sistema, além da lei, o amor. Além do sacrifício obediência, além do mais era o próprio Deus do povo sofrido como homem no meio do povo pra salvar o povo, como cordeiro também foi morto mas seu sangue foi derramado numa cruz. Esse mesmo sangue salvou milhares através dos séculos. O nome disso? Páscoa.

O corpo do Deus-homem foi morto e sepultado, mas eis que no terceiro dia, ele reviveu, e veja só você, ainda vive, e voltará pra buscar você e eu!

KAROL Flegler

3 comentários:

  1. uau, foi muito maneiro, vs representando então .. ficou muito bom, parabéns !

    ResponderExcluir
  2. Olá! Amei seu texto. Sou professora numa escola de Ensino Fundamental II e gostaria da sua permissão para interpretar esse monólogo no Culto de Páscoa deste ano. Desde já agradeço e que o Deus da Páscoa te abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Olá! Adorei seu texto e gostaria da sua permissão para interpretar esse monólogo no Culto de Páscoa da minha igreja ...

    ResponderExcluir