domingo, setembro 23, 2012

Convite de Casamento


Bem, então como pessoa mais zuada do universo eu posso falar o que eu quiser. Outro dia recebemos aqui em casa mais um convite de casório, desses contemporâneos impressos em impressora a laser 300dpi, papel couché talvez, 4 cores, nada de pantone. Envelopado, fitilho pra prender. Vale lembrar que durante toda minha vida, recebemos aqui em casa diversos convites de casório à moda antiga, escritos com letra cursiva com tinta dourada, papel especial... isso pq papai e mamãe sempre foram padrinhos de casamento, testemunhas, essas coisas. . .

O que me faz pensar é que proporcionalmente, os convites de casamento vieram caindo de qualidade como os casamentos. Pode ser só um pensamento pra lá de inútil, mas faz muito sentido.Não que exista uma relação entre eles (Tipo se tiver um convite ruim o casamento será ruim, não estou dizendo isso), mas que o paralelo deveria ser feito.  Quanto será investido (em todos sentidos) pra que o casamento dê certo?

Tá, já trabalhei em gráfica, já fiz uns convites, e posso afirmar categoricamente que as noivas são as piores clientes. Pelo menos a que eu atendi era. Ela queria um papel quase almofadado, com fonte tipo “comics” e um “desenhinho”. Querida, não rola.
Enfim, resumindo.
Acho que toda sua situação de “noivo (a)” se reflete no convite. E cá entre nós, eu gosto de analisar convites, então...
Fica assim, providencie um convite decente.

Karol Flegler