quarta-feira, abril 10, 2013

Dependência Emocional -


Técnicamente estudando dependência química/ física e Psicológica.  Existem algumas considerações a fazer a respeito. A dependência vem de um uso continuo de algo, ex: cocaína. O indivíduo começa a fazer uso da substância que altera seu comportamento. Em geral temos duas classificações: as que alteram o SNC – SISTEMA NERVOSO CETRAL, dando sensação de excitação ou deprimindo o SNC, desacelerando.

A questão é que a droga, dependendo de qual estivermos falando, gera uma “DEPENDÊNCIA”. Algumas química, pois está no corpo do indivíduo alterado o seu físico, outras, o psicológico, afetando o SNC ETC. E a Dependência Emocional?

Ao longo da minha vasta experiência de vida, pude conhecer pessoas assim, com as quais dificilmente eu tenho paciência pra lidar, embora esteja hoje trabalhando com dependentes químicos. As pessoas "DEPENDENTES EMOCIONALMENTE" são aquelas que não sobrevivem socialmente sem ter a “droga do sentimento” ou a "droga de um relacionamento" - Pessoa que não tem recursos próprios e vive a expensas de outra. COMO?

Tal como os dependentes químicos, os Dependentes Emocionais dependem de aceitação, aprovação  de outrem. Como uma droga, a pessoa D.E só para quando encontra a droga. Quando não encontrada, como um fumante em abstinência que cata da rua guimbas de cigarro, o D.E procura na rua alguém que supra sua carência.

O problema é quando começam a roubar.

A cura é abstinência, tal qual os D.Q. Arte Terapia pode ajudar.
Abstinência da pessoa que disponibiliza a droga.
O tratamento pode ser longo, depende do nível de envolvimento com a droga.

A questão é que quando não há droga nenhuma de sentimento não existe possibilidade da DEPENDÊNCIA EMOCIONAL.

Karol flegler

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário